Via-Sacra

A proposta para a Sexta-feira Santa é repercorrer os passos de Jesus carregando a Cruz até o Calvário. Os movimentos, o caminho, as palavras e os cantos se tornam memória viva

Não é um pensamento que devemos seguir, agora, mas sim entrar num Acontecimento, é uma forma de memória e, como qualquer forma de memória, extrai toda a sua importância da seriedade com a qual o coração fixa os conteúdos da própria memória, como meditação; os movimentos, o caminho, as palavras que se escutam, os cantos tornam essa memória mais viva, mais pronta, possível. Não devemos nos surpreender se nos distrairmos por alguns minutos, retomemos a atenção logo que nos dermos conta. Antes de começar, peçamos ao Senhor que faz todas as coisas, ao grande Pai, a origem de tudo e, portanto, origem também deste breve instante de pensamento, de sentimento, de desejo que me invade, peçamos a Deus a graça de entender, de compreender sempre mais, que o nosso coração compreenda sempre mais. Doa-nos a Tua ajuda para que não fraquejemos, para que a evidencia última não se escureça em nós, porque é como uma obscuridade o que cobre a evidência do Verdadeiro".
(Comentário de padre Luigi Giussani, introduzindo o caminho da Via Sacra)

Haverá momentos em várias cidades na sexta 19 de abril. No Rio e em São Paulo as comunidades de CL se encontram nestes locais:

RIO DE JANEIRO
Início às 9h com saída da Igreja Santa Luzia (rua Santa Luzia, 490 - centro) percorrendo o trajeto pelo Aterro do Flamengo até o Outeiro da Glória para o encerramento.

SÃO PAULO
Saída às 9h30 da Igreja Na. Sra. do Carmo (rua Brás Cubas, 163 - Aclimação) e chegada na Igreja Santa Generosa (Av. Bernardino de Campos, 360 - Paraíso).